Night of the Hunter


Fanfiction de Supernatural.
Sinopse: Sua mãe morreu no parto. Criada desde o nascimento por John Winchester, junto a Dean e a Sam, Alicia aceitou bem o destino de caçadora. Seu único desejo era descobrir quem era seu pai. Alicia cresce e essa pergunta fica mais urgente, quando alguns fenômenos estranhos começam a acontecer com ela. Decidida a descobrir de onde veio, Alicia foge da única família que conheceu, deixando Sam de coração partido. Cinco anos depois, ela volta no exato momento que coisas estranhas estão ocorrendo com os Winchesters - John está desaparecido e Sam tem a namorada assassinada da mesma maneira que sua mãe morreu. Voltando a caçar com eles, tudo o que mais deseja é manter alguns esqueletos no armário. Protegida por um feitiço de origem desconhecida e ainda fugindo do próprio pai, Alicia está confiante que sabe muito bem quais podres precisa esconder. Inocentemente, ela mal sabe qual o destino reservado à ela - e muito menos tem em suas mãos todas as peças do quebra-cabeça que envolve seu nascimento.

Supernatural não me pertence.

Alicia é representada pela Eva Green.

Capas, playlists, história, tudo feito por mim. Não copie ou vou puxar seu pé.

Gostou? Deixar uma mensagem é sempre bem-vindo.

1x01 - Where have you been?

http://www.polyvore.com/alicia/set?id=100672005

Sonhando

Eu estava apenas sonhado

Sobre um outro tempo e espaço

De onde é minha família

Green Day

31 de outubro de 2005, Los Angeles, Califórnia, entre 19h e 20h.

Era estranho estar de volta. Quase 6 anos fora. Era até cara de pau dela pisar nos EUA e ligar para ele.

Dean Winchester. Ele tinha agora 26 anos, mas não tinha mudado muito. A verdade é que Alicia não se lembrava da última vez que tinha visto Dean. Quando ela partiu, Dean estava caçando.

–Dean? – ela disse, quase tímida. O bar estava lotado e cheio de fumaça de cigarro. Quando ela tinha finalmente conseguido falar com Dean – graças a Bobby Singer. Ela não acreditou que Dean viria. Bobby disse a ela que Dean pensava que ela estava morta.

–Vamos lá – ele pegou Alicia pelo braço, parecendo furioso, e a arrastou para o lado de fora do bar. Pararam perto das latas de lixo no fundo do bar.

–Alicia Kavanagh está morta – falou Dean – ela desapareceu há cinco anos. Que criatura é você?

–Eu sou Alicia, Dean. Pode me testar.

Ele a cortou com a faca de prata e jogou água benta nela. Mesmo assim, ainda não pareceu convencido.

–Me diga alguma coisa que apenas a Alicia saberia.

–O grande sonho de Sam era ser advogado. – ela falou. Dean abriu um sorriso e abraçou Alicia.

–Pelo amor de Deus, Allie, quase matou todos nós de preocupação. Para aonde você foi? Em que lugar você esteve?

–Em todo o lugar. Eu viajei o mundo nos últimos anos, Dean. Eu cacei em todos os continentes. Eu aprendi coisas sobre o sobrenatural que você nem imaginaria. Agora me conta, o que aconteceu com o resto da família? Onde estão John e Sam?

A face de Dean ficou sombria.

–O que? – Alicia perguntou, assustada.

–Meu pai está desaparecido há quase um mês. Estou preocupado. Ele nunca sumiu por tanto tempo, e não atende nenhum numero. Não disse para onde estava indo.

–E Sam? – ela perguntou, quase ansiosa.

–Eu não falo com ele há 4 anos, desde que ele partiu para a faculdade. Sinceramente, não sei se é direito ou não.

–Sam conseguiu ir para a faculdade? – ela perguntou, mas não estava realmente surpresa. Sam tinha sido obcecado e determinado a deixar a vida das caçadas. Enquanto ela mergulhara de cabeça nessa vida. Tinha ido até longe demais. Mas a caçada estava em seu sangue e na sua alma, de maneira mais profunda do que qualquer um poderia imaginar.

–Na verdade, eu estava indo visita-lo. Papai desapareceu e a atividade sobrenatural anda muito estranha ultimamente. Aumentada…

–Eu sei. É por isso que voltei para os EUA. Entre outros motivos.

Ela tinha ouvido boatos que uma guerra se aproximava. Uma guerra do que contra quem? Os detalhes eram incompreensíveis.

–Então eu ia pedir a Sam para que me ajudasse a procura-lo. Mas agora você está aqui… E bem, acho que seria bom nós três reunidos novamente. Mas Allie…

–O que?

–Sam ficou arrasado quando você foi embora. Você sabe o que ele sentia por você.

–Eu sei disso, Dean…

Ela nunca completou a frase em voz alta: Eu sei disso, Dean. Eu também fui embora de coração partido. Eu também o amava…